Calendário

Proposta

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), de acordo com o seu Estatuto, tem por finalidades a geração, o desenvolvimento, a transmissão e a aplicação de conhecimentos por meio do ensino, da pesquisa e da extensão, compreendidos de forma indissociada e integrados na educação e na formação profissional dos cidadãos, bem como na difusão da cultura e na criação filosófica, artística e tecnológica. A UFMG assume a missão de gerar e difundir conhecimentos científicos, tecnológicos e culturais, destacando-se como Instituição de referência regional e nacional na formação de indivíduos críticos e éticos, dotados de sólida base científica e humanística, e comprometidos com intervenções transformadoras na sociedade e o desenvolvimento sustentável (UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS, 2008).
Esta perspectiva proposta para o ensino de Pós-graduação na UFMG corrobora a proposição de criação de um Curso de Mestrado Acadêmico em Nutrição e Saúde. Este curso contribuirá para o conhecimento de problemas emergentes em vários âmbitos da nossa realidade, bem como favorecer o avanço na produção do conhecimento científico, mas sempre com o olhar humanístico para a produção de ciência.
Os professores do Departamento de Nutrição da UFMG têm desenvolvido trabalhos em parceria com diferentes pesquisadores de outros departamentos da Escola da Enfermagem e unidades da UFMG, produzindo conhecimento em nutrição de grande qualidade. As pesquisas realizadas são voltadas para a compreensão dos problemas nutricionais e seus determinantes nas populações, aumentando o pontecial de intervenções nutricionais para a manutenção e recuperação da saúde. Assim, um Mestrado Acadêmico em Nutrição e Saúde, com as linhas de pesquisa de “Bioquímica e Imunologia Nutricional” e de “Nutrição e Saúde Pública” se fortalecem na busca pela compreensão dos processos relacionados à alimentação e nutrição.
A criação do Mestrado Acadêmico em Nutrição e Saúde na UFMG contribuirá para preencher uma lacuna existente na própria instituição e em Minas Gerais, tendo em vista a existência de poucos cursos na área, tanto regionalmente quanto nacionalmente. A insuficiência de cursos de mestrado acadêmico em Nutrição, principalmente em Minas Gerais, tem levado os nutricionistas e demais profissionais de saúde a buscarem sua capacitação em outras áreas do conhecimento como Alimentos, Ciências da Saúde, Saúde Pública, Ciências Biológicas, dentre outras.
Concomitantemente, a demanda pela produção de conhecimento na área da Ciência da Nutrição é cada vez mais emergente, ao considerar a importância da alimentação e nutrição na promoção da saúde, prevenção e controle de doenças.
Neste contexto, o campo da Alimentação e Nutrição ocupa lugar de destaque tanto na agenda mundial quanto na agenda do governo brasileiro. Diante do avanço epidêmico das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), a Ciência da Nutrição intensifica seus estudos tanto relacionado aos fatores determinantes, desde os genéticos aos comportamentais, quanto estratégias de intervenção que busquem a autonomia dos indivíduos sobre sua saúde, como forma de prevenção e controle das DCNT.
Neste cenário, tem-se uma expansão significativa do número de nutricionistas e produção científica na área. Esta ampliação do número de profissionais evidencia maiores e melhores oportunidades de capacitação para os professores dos Cursos de Graduação e de cientistas que possam produzir conhecimento de relevância para o avanço da área.

Referência
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Plano de desenvolvimento Institucional 2008-2012. Minas Gerais, 2008. 207p. Disponível em: < http://www.ufmg.br/conheca/pdi_ufmg.pdf>. Acesso em 7 dez 2011.