Calendário

Fevereiro 2023
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

[Opinião] Novembro Diabetes Azul – Mês de sensibilização para o enfrentamento desse problema de saúde pública

Em novembro, comemora-se o Dia Nundial do Diabetes, especificamente no dia 14, data de aniversário do descobridor da insulina, Sir Frederick Banting. O quantitativo de pessoas vivendo com diabetes em todo o mundo, de acordo com a 10ª. edição do Atlas de Diabetes da International Diabetes Federation, é de 537 milhões, sendo que a prevalência vem aumentando progressivamente na população adulta ao longo dos anos.
O enfrentamento dessa problemática, considerada uma ‘epidemia’, deve ser uma prioridade de todos os profissionais de saúde diante da gravidade da doença e da alta prevalência dos fatores de risco presentes na população, como sobrepeso ou obesidade e sedentarismo.

Neste ano, a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) lançou a campanha: “Acesso aos cuidados - se não agora, quando?”, tendo por objetivo salientar para a urgência de se enfrentar a situação com a devida atenção que ela requer. Além disso, a SBD vem ressaltando a importância dos profissionais enfermeiros nessa luta, aliado aos demais profissionais da equipe multiprofissional, como médicos, nutricionistas, educadores físicos e psicólogos.

AULA JAQUELINEProfessora Jaqueline Guimarães durante aula sobre diabetes

O diabetes é uma doença complexa, de origem multifatorial, e somente com atuação multiprofissional e ações integradas no sistema de saúde é possível intervir no sentido de preveni-la e realizar seu controle quando já instalada, uma vez que ainda não tem cura.

Adoção de uma alimentação saudável e realização de atividade física regular, bem como evitar o uso de cigarro podem prevenir ou retardar o aparecimento do diabetes tipo 2. A perda de peso em pessoas com sobrepeso tem sido a principal conduta preconizada para o controle o enfrentamento da doença. Além disso, é preciso obter efetiva adesão ao controle glicêmico e tratamento medicamentoso, quando indicado, para que se possa evitar complicações como amputação de membros, cegueira, insuficiência renal, infarto e derrame cerebral.
Acessando o link https://www.idf.org/type-2-diabetes-risk-assessment/po/ é possível realizar o teste para conhecer seu risco de desenvolver diabetes, disponível em português.

Por: Jaqueline Almeida Guimarães Barbosa- Professora do Departamento de Enfermagem Básica da Escola de Enfermagem da UFMG e coordenadora do projeto de Extensão “Ensino do autocuidado em Diabetes“

Esta página é reservada a manifestações da comunidade universitária. Para ser publicado, o texto deverá versar sobre assunto de interesse da comunidade da Escola de Enfermagem, com enfoque amplo. Também deverá conter o nome completo do autor, seu vínculo com a universidade, telefones e correio eletrônico. O texto original poderá ser editado de acordo com as normas jornalísticas adotadas pela Assessoria de Comunicação da Escola. Sua publicação, porém, não exprime necessariamente a opinião da Escola de Enfermagem.

Fontes: Site da Sociedade Brasileira de Diabetes e International Diabetes Federation