Calendário

Boas práticas colocam o Hospital das Clínicas em ranking da Anvisa

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG), administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), entrou para a lista de hospitais que apresentaram alta adesão às práticas de segurança segundo a Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente proposta pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O primeiro ciclo foi realizado entre maio e agosto de 2016 nos principais hospitais com leitos de UTI adulto do país. O objetivo é diagnosticar as práticas realizadas pelos serviços de saúde com leito de UTI, e, a partir das informações coletadas, propor ações no nível local e nacional.

O HC-UFMG conquistou conformidade alta nos indicadores de estrutura e processo avaliados (67% - 100% de conformidade). Foram avaliados critérios como o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), protocolo de Prática de Higiene das Mãos implantado e número de lavatórios/pias e dispensadores de preparações alcoólicas para a higiene das mãos nas UTIs de acordo com as normas vigentes, dentre outros. Os critérios foram relacionados em formulários compostos por 11 questões objetivas e quatro que avaliaram indicadores de processo referentes às práticas de segurança.

“Essa autoavaliação é um desdobramento da RDC Nº 36 da Anvisa (Resolução da Diretoria Colegiada nº 36, de 25 de julho de 2013), que instituiu ações para a segurança do paciente em serviços de saúde”, afirma a chefe da Unidade de Gestão pela Qualidade em Saúde (Gesqualis), Tatiana Faria. Ela afirma que o HC-UFMG busca a melhoria da qualidade e segurança do paciente até mesmo antes da publicação da RDC.

O hospital já realizava ações e atividades para o atendimento das Metas Internacionais de Segurança do Paciente, que comungam com os protocolos de segurança do paciente do Ministério da Saúde. “Já tínhamos várias normas e protocolos implantados. A RDC só veio fortalecer essas ações”, afirmou coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente, Ana Alessandra Matos.

O resultado alcançado na Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente, além de dar visibilidade ao Hospital das Clínicas da UFMG e fortalecer o nome da instituição a nível nacional, ajudará a reforçar a adesão às praticas de segurança do paciente e a cultura de segurança no hospital.
(Com Assessoria de Comunicação do Hospital das Clíncias da UFMG)